Indicadores Fiscais - Despesas com Pessoal

Corresponde à remuneração total dos funcionários em efetivo serviço acrescida: da contribuição do Estado para sua futura aposentadoria; e do pagamento das aposentadorias ou pensões dos funcionários já aposentados. A remuneração de funcionários terceirizados, que estejam substituindo servidor público, também deve ser computada.

Para ver informações sobre servidores públicos do Estado, clique aqui.

Despesas com Pessoal

Chart.
Limite Prudencial : 46,17%
Limite Fiscal : 48,60%
Previsão Legal

Nos termos da Lei de Responsabilidade Fiscal, temos no seu Art. 18 e 19:

 

Art. 18. Para os efeitos desta Lei Complementar, entende-se como despesa total com pessoal: o somatório dos gastos do ente da Federação com os ativos, os inativos e os pensionistas, relativos a mandatos eletivos, cargos, funções ou empregos, civis, militares e de membros de Poder, com quaisquer espécies remuneratórias, tais como vencimentos e vantagens, fixas e variáveis, subsídios, proventos da aposentadoria, reformas e pensões, inclusive adicionais, gratificações, horas extras e vantagens pessoais de qualquer natureza, bem como encargos sociais e contribuições recolhidas pelo ente às entidades de previdência.

 

§ 1º Os valores dos contratos de terceirização de mão-de-obra que se referem à substituição de servidores e empregados públicos serão contabilizados como "Outras Despesas de Pessoal".

§ 2º A despesa total com pessoal será apurada somando-se a realizada no mês em referência com as dos onze imediatamente anteriores, adotando-se o regime de competência. [...]

Art. 19, § 1º Na verificação do atendimento dos limites definidos neste artigo, não serão computadas as despesas:

Art. 19, § 1º Na verificação do atendimento dos limites definidos neste artigo, não serão computadas as despesas:

I - de indenização por demissão de servidores ou empregados;

II - relativas a incentivos à demissão voluntária;

III - derivadas da aplicação do disposto no inciso II do § 6º do art. 57 da Constituição;

IV - decorrentes de decisão judicial e da competência de período anterior ao da apuração a que se refere o § 2º do art. 18;

V - com pessoal, do Distrito Federal e dos Estados do Amapá e Roraima, custeadas com recursos transferidos pela União na forma dos incisos XIII e XIV do art. 21 da Constituição e do art. 31 da Emenda Constitucional nº 19;

VI - com inativos, ainda que por intermédio de fundo específico, custeadas por recursos provenientes:

a da arrecadação de contribuições dos segurados;

b da compensação financeira de que trata o § 9º do art. 201 da Constituição;

c das demais receitas diretamente arrecadadas por fundo vinculado a tal finalidade, inclusive o produto da alienação de bens, direitos e ativos, bem como seu superávit financeiro.

§ 2º Observado o disposto no inciso IV do § 1º as despesas com pessoal decorrentes de sentenças judiciais serão incluídas no limite do respectivo Poder ou órgão referido no art. 20.

 

Ficou satisfeito com o resultado desta consulta?
        

Invista no Estado do Ceará Banco de Ideias Ajude o Ceará
  
Ir

2011 - Governo do Estado do Ceará. Todos os Direitos Reservados

CGE - Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado - Av. Gal Afonso Albuquerque Lima - Edifício SEPLAG - 2ºAndar - 60.822-325 - Cambeba - Fortaleza/CE